terça-feira, 6 de setembro de 2016

#datacoop20anos: Como surgiu a Data Coop? Por Iracema Rodrigues


Em homenagem aos 20 anos da Data Coop, vamos publicar alguns textos comemorativos e contar um pouco da nossa história, como na entrevista com a Fundadora e Presidente, a Querida Iracema Rodrigues.

  •       Como surgiu a Data Coop?


     Entre 1992 e 1994 assisti inúmeras palestras sobre o cooperativismo brasileiro. Este fato contribuiu para que eu que já possuía um ótimo conhecimento do trabalho associativo e a experiência de atividades sindicais me motivaram a organizar-se a DATA COOP.

     Como Vice-Presidente do Sindicato dos Bibliotecários do Estado do Rio de Janeiro queria encontrar uma maneira de melhorar a situação econômica da categoria, uma vez que a mesma não conseguia emprego, nem  aumento de salário, justo e desejado onde  trabalhavam. Depois de pensar muito resolvi criar a primeira Cooperativa de Bibliotecários, Documentalistas, Arquivistas e Analistas da Informação que se tem registro no Brasil, no Rio de Janeiro.

     Convoquei os bibliotecários, documentalistas, arquivistas e analistas da informação através do Sindicato e iniciamos a criação da DATA COOP, pois cooperativas nada mais são que organizações voluntárias, abertas a todas as pessoas aptas a utilizar os seus serviços, e dispostas a assumir as responsabilidades como membros, sem discriminações raciais, sexo, políticas ou religiosas.

     A sua gestão é democrática pelos seus membros, os quais participam ativamente na formulação das suas políticas e na tomada de decisões. Os membros têm igual direito de voto. Seus membros contribuem equitativamente para o capital das suas cooperativas e controlam-no democraticamente. São autônomas, de ajuda mútua, controladas pelos membros. Podem firmar acordos com outras organizações, incluindo instituições públicas. 

     Promovem a educação e a formação dos seus membros, dos representantes eleitos e profissionais de forma que estes possam contribuir, eficazmente para o desenvolvimento das suas cooperativas. Servem, de forma eficaz os seus membros e dão mais forma ao movimento cooperativo, trabalhando em conjunto.

  •  Qual era a situação econômica e política do país?
 
     O Brasil sofria sucessivos planos econômicos do governo provocando desempregos, fechamento de empresas e órgãos do governo dispensando funcionários públicos ou obrigando que seus funcionários a requerem a aposentadoria.
No ano de 1995 a situação econômica do Brasil já se encontrava mais estável e o cooperativismo brasileiro mais atuante, estruturado e me pareceu fundamental para a economia do País. Tendo como objetivo ser cada vez mais conhecido e compreendido como um sistema integrado e forte.



  • Como foi o início da Cooperativa, principais dificuldades?


     O início da DATA COOP foi um desafio. Sabíamos que teríamos um grande desafio pela frente tínhamos consciência de nossa responsabilidade.

   Com as expectativas e confiança partimos para o cumprimento de nossa missão, superando dia após dia os obstáculos com que fomos nos deparando e alcançando vitórias para a DATA COOP e para o cooperativismo.

  As principais dificuldades foram com os profissionais que ainda não tinham se conscientizado como dono do negócio. Agiam como empregados junto aos tomadores de serviços. Aos poucos nossos cooperados têm se empenhado em oferecer o melhor serviço para os tomadores e vêm contribuindo com a Data Coop para cumprir plenamente o seu papel junto aos seus clientes.
                                                         
  •  Quais são as perspectivas para os próximos anos?


     As perspectivas para os próximos anos são:

   Trabalho competente de todos os nossos cooperados e aprimoramento a cada dia em nossas caminhadas, voltadas em atingir os objetivos principais que incluem a atualização, o apoio ao exercício digno e ético, e a divulgação da importância da informação em todas nossas áreas de atuação.

   Acredito que, unidos, poderemos realmente construir um cooperativismo mais forte e mais justo e transforma a DATA COOP em uma grande cooperativa.

                                                                             Por Iracema Rodrigues 

 

 

 

PERFIL DOS COOPERADOS



A Data Coop possui hoje em seus quadros, profissionais de nível superior com formação, pós graduação e mestrado nas áreas de Biblioteconomia, Arquivologia, Museologia, Conservação, Documentação e Informação, com experiência em implantação e coordenação de centros de documentação e informação, arquivos públicos e privados, bibliotecas e museus, especializados. Entre os profissionais encontram-se especialistas em desenvolvimento gerencial, disseminação seletiva da informação, construção de tabelas de temporalidade de documentos (TTD), elaboração de planos de assuntos, construção de tesauros, normalização e padronização.


Nenhum comentário:

Postar um comentário